#Resenha O Cobiçado: Adam Oliver #2

Oi amigos, hoje venho contar para vocês sobre a segunda temporada de O Cobiçado. Desta vez, as vinte e quatro mulheres irão disputar o coração de Adam Oliver. Vamos conhecer um pouco mais do programa?
O Cobiçado: Adam Oliver - #2 série O Cobiçado - Mari Scotti
226 páginas - Independente
Após se apaixonar duas vezes pela ex-namorada e pela atual esposa de seu grande amigo Rohan, que por sinal, foi o Cobiçado da primeira temporada do programa, Adam Oliver, guitarrista da famosa banda de rock Four River, sabia que era mais do que hora de ter alguém para chamar de seu.
Vendo a felicidade do amigo, que encontrou seu amor dentro do programa, ele não pensou duas vezes quando foi convidado a fazer parte da segunda temporada de O Cobiçado. Quem sabe era a chance que faltava para ele finalmente encontrar o amor.
Mas, para ganhar mais audiência, o programa teve algumas alterações, como por exemplo, em vez de uma misteriosa como foi com Rohan, e que Adam inclusive pediu para que tivesse, seriam vinte e quatro misteriosas. Isso mesmo, Adam teriam vinte quatro mulheres misteriosas, cujo não só o rosto ele não conheceria, como nem mesmo o nome, disputariam o amor do belo rapaz.
Apesar de empolgado com a situação, Adam tem alguns medos rondando a sua cabeça. Mesmo assim, ele estava decidido a aproveitar a oportunidade.
O programa começou a mil, e sem conhecer o rosto e o corpo de suas candidatas, Adam aproveitou para se aprofundar nas características de cada uma, e principalmente, na experiência de vida delas. Com isso, ele acabou descobrindo que suas candidatas tinham belas lições de vida para mostrarem e ensinarem aos outros, e a ele mesmo. Não eram apenas belas mulheres, eram mulheres fortes, que tinham muito a dizer.
Adam que não se via uma pessoa preconceituosa, percebeu que assim como todas as outras pessoas, tinha sim em seu subconsciente o desejo de que sua escolhida fosse uma mulher não só bonita como perfeita. Um erro básico que todos cometemos, mesmo que inconscientemente.
Aos poucos, e conforme o convívio permitido pelo programa, Adam foi se dando conta que sua situação não seria nada fácil. Como decidir quem seria a dona de seu coração se nem mesmo ele sabia direito o que queria?
Paralelo ao programa, Adam tentava encontrar sua filha desaparecida. Mônica era fruto de um relacionamento que Adam manteve com uma antiga fã da banda, ainda nos tempos dos ensaios na garagem de Rohan. Apesar de não amá-la, e do relacionamento ser apenas uma distração para ambos, Adam não aceitou continuar quando descobriu que ela usava drogas. Logo ele, perdera seu irmão por conta das drogas, não pensou duas vezes em por um fim a um relacionamento onde não havia nada mais do que sexo.
No entanto, Adrielle não aceitou o término, e jurou se vingar do músico, e usou justamente a filha para isso. Viciada nas drogas, ao ter o bebê, cuja a gravidez Adam não tinha acreditado, ela doou a criança sem dizer nada para Adam, que quando descobriu que realmente poderia ser pai, já era tarde, e ele não tinha nenhuma posta de onde sua filha estaria.
Desde então, ele vem procurando desesperadamente pela filha. E foi em um momento de solidão, que ele acabou revelando este segredo para uma das candidatas e para todos que assistiam ao programa. E curiosamente, esta candidata fazia Adam querer se abrir cada vez mais para ela. Esta atenção a mais acabou gerando algumas brigas dentro da casa. Uma situação que Adam só se deu conta depois que não havia muita coisa a ser feita.
Com o programa avançando, Adam tentava descobrir dentro de si mesmo, quem era a mulher que ele queria ao seu lado. Qual seria a mulher que o ajudaria a cuidar de sua filha, se um dia viesse a encontrá-la.
E quando a hora da verdade estava se aproximando, Adam percebeu que precisava esclarecer algumas coisas, não só para si mesmo, como para pessoas importantes para sua vida. 
Seria ele agraciado pelo amor e com isso conseguiria sair do programa casado? E sua filha, onde ela estaria? Agora que seu segredo não era mais secreto, ele conseguiria pistas do paradeiro da criança?
Um romance leve e envolvente, que apesar dos mesmos moldes de seu anterior, tem características muito particulares. Eu que me surpreendi com o formato de reality show que a Mari usou em seu primeiro livro, fui novamente cativada pelo programa. E apesar do carinho que desenvolvi pelo Rohan, e pela novidade do formato, confesso que Adam e sua história, acabou sendo mais completa e me conquistando mais. Acho que isso se deve muito aos assuntos abordados que Mari usou como experiência de vida das candidatas. O programa contou com candidatas com características físicas fora do padrão de beleza e com vidas que poderiam ser de qualquer leitor. Encontramos candidatas com deficiência visual, uma modelo plus size, uma que sofreu agressão física do namorado, outra que enfrentou o alcoolismo paterno, uma que trabalhava com causas sociais entre outras coisas. Por mais que a autora não tenha se aprofundado nestes temas, até porque o foco do livro e do programa em si, é o romance, achei legal encontrar no livro temas como adoção, obesidade, violência doméstica, cegueira, trabalho voluntário, drogas, amizade entre outros.
Mais interessante ainda foi perceber as mudanças que o contato com a realidade das candidatas iam causando em Adam. Acho que por isso, e pelo conjunto que estes detalhes criaram, que o livro acabou ficando mais completo e humano. Não que o primeiro não tenha sido, mas basta ler a beleza da cena final para entender o que quero dizer.
Em suma, Adam conquistou muito mais que o coração das candidatas, mas também o meu coração de leitora. Leitura leve e ágil que eu recomendo.

Perdeu a resenha do livro anterior? Então clique abaixo e leia!
#1 O Cobiçado: Rohan Sen

14 comentários:

  1. Olá! Amei sua resenha, confesso que ainda não li os livros da Mari Scotti. Sei que ela é super fofa com os fãs e seguidores nas redes sociais. Já curti esse livro e vou dar um jeito de poder ler. Obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  2. Oie! Amei o quote que você colocou, Rose!
    Mas não curti muito o livro, embora sua resenha como sempre está magnífica!
    Nunca li nada da Mari Scotti e apesar de não ter curtido tanto a história do livro, acho muito inteligente um autor que trabalha outras temáticas para além do romance.
    Até a próxima! Beijão!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  3. Olá, meu bem!
    Eu tenho que ser honesta, não faz meu gênero. Mas achei bem interessante a profundidade por detrás. Parabéns. <3

    ResponderExcluir
  4. Parece um livro bem interessante no sentido de que é bem diferente do que eu esperava. Gosto da ideia do programa e de como existem histórias paralelas ao principal.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Oiii Rose

    Eu ja conhecia o livro anterior dessa história e vi bastante elogios para O Cobiçado 1. A Mari Scotti tem uma narrativa muito boa que prende o leitor, que bom saber que vc gostou.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Eu nunca tinha ouvido falar deste livro, mas me lembra muito de The Bachelor, uma série de Reality TV que eu não gosto muito. Eu não sei lidar com muitos possíveis pares românticos. Foi um dos problemas que tive com A Herdeira. Mas ainda fiquei curiosa com esse livro.
    Quem sabe eu não dou uma chance.
    Adorei a resenha.
    Bjssss

    ResponderExcluir
  7. N~çao conhecia o livro,mas gostei da sinopse e resenha espero que um dia eu possa le-lo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Rose!
    Não conhecia esse livro, mas conheço a Mari e sei que ela tem um potencial incrível. Gosto demais da escrita dela e fiquei bem curiosa pra conhecer a história e o Adam (que parece ser um arraso *-*). Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Rose! Tudo bem?
    Eu já li alguns livros da Mari, mas ainda não conhecia essa série. Confesso que a premissa desse não despertou muito minha curiosidade e, normalmente, seria uma leitura que eu não consideraria. Mas, como já conheço a escrita da autora e gosto bastante, vou anotar a dica para ler futuramente. Quem sabe eu me surpreendo e gosto também né? Além disso, achei legal saber que ela traz outros temas além do romance, mesmo que eles não sejam aprofundados. Isso me dá mais um ânimo para fazer uma tentativa com a série.
    Adorei sua resenha e espero que, se eu resolver mesmo ler esses livros, também goste da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oie
    que bom que gostou da leitura e também do personagem, isso é importante. Não sei se é o tipo de livro que leria pois o enredo não me atraiu muito mas ainda assim foi bom saber mais, parabéns pela resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  11. bom que vc curtiu a leitura... eu confesso que não me empolguei com a escrita da autora em outro livro dela que tentei ler,mas não fluiu... de qualquer forma, fico feliz que tuu tenha curtido a obra, Rose...
    bjs... ^^

    ResponderExcluir
  12. Achei bem legal essa coisa do reality show... O primeiro me fez lembrar de The Bachelor, e o segundo me lembra um programa também em que as pessoas conversavam sem se ver, só não lembro qual... Rs... Mas era uma conversa pequena, nesse reality que a autora criou vai muito além. Que bom que gostou e se surpreendeu!

    ResponderExcluir
  13. Oi Rose, tudo bem? Ainda não li o primeiro livro dessa série, mas fiquei bem empolgada com a sua resenha. Já estou anotando o nome aqui para a minha listinha.
    Bjkas

    ResponderExcluir
  14. Comentei na Amazon e não comentei aqui, mancada, desculpa! E falo mais uma vez: amei sua resenha! Fico tão grata em saber que gostou que nem sei o que escrever! Obrigada por compartilhar sua experiência com a leitura *-*.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.