#Resenha Sonhei Que Amava Você

Oi amigos, e vamos com mais uma resenha nacional hoje. Fazia tempo que não lia algo da Tammy Luciano, e este livro já estava juntando poeira na estante. Ou seja, já estava mais do que na hora de ler. Então vem que vou contar um pouco da história para vocês.
Sonhei Que Amava Você - Tammy Luciano
296 páginas - Editora Valentina
ISBN-13: 9788565859455
ISBN-10: 8565859452
Aos 22 anos, Kira é uma jovem satisfeita com sua vida. A caçula de três irmãos é muito amada pelo gêmeos Carlos Rafael (Cafa) e Carlos Eduardo (Cadu), além de seus pais, ela dona do restaurante Enxurrada Delícia e ele um juíz. Ao lado de sua fiel companheira e sócia, Leandra (Lelê) abriu o Canto da Casa, uma loja que mistura móveis antigos e restaurados com roupas personalizadas, que ia muito bem. Seu problema era a vida amorosa...
Kira nunca teve um namorado, ou mesmo uma paixão avassaladora que lhe arrancasse do chão, e ela sentia falta disso. Curiosamente, ela começou a sonhar com um rapaz, e sem perceber, estava se apaixonando pelo rapaz dos sonhos.
E qual não foi sua surpresa quando do nada e de forma totalmente inesperada, ela encontra este rapaz na rua? Em choque, não só pelo encontro, como também pela situação que estava a sua volta, ela não conseguiu saber nada sobre o rapaz dos seus sonhos. E ficou se perguntando como encontraria o garoto em uma cidade grande como o Rio de Janeiro?
Para Lelê, apesar de complicado, ela tinha certeza que uma hora Kira e o rapaz se encontrariam novamente. Só não sabia como. E não é que a maluquinha estava certa?
O rapaz dos seus sonhos era Felipe, dono de um grande petshop, filho único, lindo e muito gentil. A conexão entre os dois foi palpável, os dois eram como duas almas gêmeas, apesar de Felipe não lembrar dos sonhos com Kira, como ela lembrava.
Agora que já sabia onde e como encontrar Felipe, as coisas pareciam mais fáceis para Kira, mas não era. Felipe, apesar de solteiro, não conseguia se desligar de sua ex-namorada e perua ambulante Jalma. A moça que estava com sua irmã Jeloma desaparecida, era fútil, e gostava do status de ser namorada de Felipe, mesmo ele afirmando que ambos não eram mais nada.
Esta situação deixou Kira com um pé atrás, pois não queria se meter no meio de um relacionamento mal resolvido, apesar de Felipe lhe garanti que da parte dele, tudo estava resolvido.
Mal resolvido também era a situação de Lelê, que estava apaixonada por Cadu, o irmão mais sensato, mas este pensava que ela estava gostando era de Cafa, o irmão mais mulherengo. Seus pais também não estavam passando por um bom momento visto que por conta de suas profissões, o casamento foi ficando em segundo plano.
E em meio a estas incertezas amorosas, Kira acaba sonhando com Jeloma lhe pedindo ajuda. Kira não pensa duas vezes e conta tudo sobre os sonhos para Felipe. Agora, todos estavam envolvidos em uma caçada ao local em que Jeloma era mantida refém. Isso se os sonhos de Kira realmente se concretizassem...
Sem provas concretas dos fatos, e sabendo que não seriam levados a sério pela polícia, os seis, Kira, Felipe, Cadu, Lelê, Cafa e Jalma, vão em busca de Jeloma. Apesar de todos os cuidados tomados, eles estavam correndo vários riscos, e poderiam se ferir gravemente.
Pegos de surpresa, acabaram pagando pela imaturidade de não terem pedido ajuda a órgãos competentes. Uma nova busca era iniciada, e mais uma corrida contra o tempo começara. Kira estava com a vida em suspense, sem saber se desta vez sua história teria um final feliz.
O livro tem como base o amor, seja familiar, seja pelas amizades, seja pela relação homem-mulher. Kira e Felipe possuem um tipo de relação que parece vim de outras vidas. Apesar de ter gostado dos personagens em si, desta vez o enredo criado pela Tammy não me conquistou de fato. Não vou entrar nos detalhes dos sonhos que Kira tinha com Felipe, ou mesmo com Jeloma, mas apesar da leitura ter sido bem fluída, não houve uma conexão minha com o enredo.
Uma coisa que não gostei no livro, foi a parte em que todos vão procurar pelo cativeiro de Jeloma, ou mesmo na busca que ocorre após o resgate da moça. Não senti nos personagens a urgência que os acontecimentos mereciam. Ali me pareceu que estavam brincando de detetive. Digo isso, pois acho que na posição em que estavam, todos partiriam na hora para procurar quem quer que seja, e não ficariam na contagem dos dias para começarem a ir atrás. Achei esquisito isso, não encaixando na minha cabeça, mas tenho certeza que cada um sente isso de um jeito diferente.
Adorei o jeito descontraído e fiel de Lelê. O tipo de amiga que precisamos sempre ao nosso lado. Ela dá o colo e a bronca na mesma proporção. Os irmãos também caíram bem na trama. Só estranhei um pouco o desenrolar da história de Cafa. Tudo bem que desde o início ele foi apresentado como mulherengo, mas a passagem dele durante a procura por Jeloma me deixou com um ponto de interrogação. Apesar que bate na forma em que ele foi descrito, ou seja, cuidado da garota que se apaixonava por ele...
Da parte física, o livro está charmoso. Existem alguns detalhes que o deixam muito bonito e romântico. Fora que os capítulos começam com uma mensagem e também há trechos de músicas no meio do enredo.


Enfim, como disse, desta vez não foi uma experiência tão positiva como já tive em outros livros da autora. Isso, no entanto, não significa que você não vá gostar, ou que eu mesma não vá ler outra obra dela, pois estaria mentido. Gosto da forma que a Tammy escreve, e independente da minha falta de conexão neste enredo, continuarei lendo suas obras.
Finalizando, deixo com vocês o book trailer:
E você, já conhecia o livro? O que achou?

1 comentários:

  1. Rose, eu não sei, li os romances da Tammy mas não consegui me conectar com as tramas, são livros que no final não me agradam
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.