Nova Parceria: Chirlei Wandekoken

Oi amigos, é com enorme prazer que anuncio para vocês a mais nova parceira do blog, a autora Chirlei Wandekoken. \0/\0/
Fui apresentada à escrita de Chirlei Wandekoken no ano passado com A Estrangeira, um romance histórico muito bem pesquisado, e conheci a autora pessoalmente, em 2017, num dos lançamentos dela na Saraiva do Higienopolis, em São Paulo. Além de talentosa ela é uma simpatia de pessoa. E agora, no início do ano, tive a grata surpresa de ser convidada como ser sua parceira! E o melhor, começando a mostrar seu mais novo livro: Sob os Acordes dos Anjos, cuja personagem principal viveu muitos anos em um hospício. É isso mesmo! Antes de falar mais sobre os livros dela, deixa eu apresentá-la melhor para vocês:
Chirlei Wandekoken escreve há muitos anos e navega facilmente pela escrita de época ou contemporânea. Os livros de época, contudo, podem ter uma pegada mais histórica, como A Estrangeira, pois a autora tem formação clássica em Literatura Inglesa; ou apenas romances de época, como ela define os demais livros da série independente O Quarteto do Norte da qual A Estrangeira é o primeiro livro: Uma Ama Inglesa, Um Cocheiro em Paris e Fronteira da Paz.

“Gosto de advertir o leitor que os outros livros da série são apenas o desfecho dos ricos personagens coadjuvantes de A Estrangeira. Portanto, não tenham grandes expectativas sobre eles. São livros bem menores e não são históricos, embora tenham um detalhe histórico aqui e outro acolá, são romances de época”, frisa a autora.

Você pode ter curiosidade de saber por que a autora que iniciou sua carreira escrevendo romances contemporâneos, com enredos que se passam no Brasil, como: O Vento de Piedade, lançado em 2011, seu primeiro livro, e Por Trás da Escuridão, lançado em 2013, passou a escrever romances de época e históricos que se passam na Inglaterra, França, etc . 

“Minha grande paixão sempre foi os clássicos ingleses, motivo pelo qual montamos a Pedrazul Editora que explora o nicho. Mas eu me achava tão aquém de meus ídolos: George Eliot, Charles Dickens, Charlotte Brontë, Elizabeth Gaskell e Jane Austen, e tantos outros, que achava pretensão escrever um livro que se passava tão longe de mim, em séculos e cultura. Mas a paixão falou mais alto e eu arrisquei com A Estrangeira. Como os leitores gostaram, prossegui”, contou ela.

Autora, escritora, a jornalista se desdobra à frente da Pedrazul Editora, da qual foi idealizadora juntamente com seus sócios. É apaixonada pelos livros desde criança, e sua terapia é escrever. Como leitora, sua preferência literária, além dos clássicos ingleses, são os romances contemporâneos de época e os históricos. Como escritora, visita o passado, mas também escreve romances contextualizados nos tempos atuais.

“A escrita me relaxa. Quando não estou lendo e editando na Pedrazul, estou lendo ou escrevendo como lazer em casa, ou no sítio. O fato de ler muitos clássicos deixa minha mente cheia ideias e eu sinto uma necessidade visceral de colocá-las para fora.”

Além dos romances citados acima, são dela também: Quando os Céus Conspiram e Comprada por Um Lorde, ainda muito próximos à ambientação de O Quarteto do Norte. Então se você gostou do Quarteto, leia estes dois também.



Confiram agora os trabalhos da autora:
Quarteto do Norte
A Estrangeira - #1
Na primeira metade do século XIX, Eliza se viu sozinha em uma terora tomada por facções rivais. Sem meios, à mercê de abusos, ela aceita se casar sem amor com um aristocrata e capitão do exército da Prússia, Joseph Dahmann. Porém, no dia do casamento, Joseph foi tirado do altar por soldados da facção austríaca, liderada pelo seu próprio irmão, o coronel Heinz Dahmann. Forçada pelo cunhado a viver em um cativeiro, assediada dia e noite, ela foge para a Inglaterra à procura de seus parentes. Mas, quando chega à Inglaterra, nada era como ela esperava. Não havia tia, nem tio e nem primos à sua espera. Somente uma velha cabana vazia na qual ela tiritava de frio. Em Londres, o nono conde de Northumberland, ou conde Hotspur como era conhecido, é chamado de volta a Alnwick Castle, no extremo norte da Inglaterra, pois o escudeiro de seu falecido pai havia morrido, e na cabana do velho rendeiro, uma estrangeira havia chegado.
Resenha aqui
A Ama Inglesa - #2
Desde pequena, a menina Leonora se perguntava por que sua mãe sabia ler e escrever em dois idiomas e o pai sequer sabia ler em um deles. Instruída pela mãe francesa, a filha de um simples cuidador de cavalos muito cedo se vê sozinha no mundo, à mercê de uma tia autoritária e de um padrasto violador. Um encontro na infância provoca uma reviravolta em sua vida e ela vai trabalhar como ama da duquesa viúva de Pudhoe, uma dama autoritária, mas que a respeitava. Entretanto, quando lady Muriel Browne chega de Londres para passar uma temporada em Pudhoe Castle, no Norte da Inglaterra, tudo à sua volta muda. Leonora começa a ser destratada pela duquesa e até pelos outros servos, até então seu amigos.
Numa noite gelada em Newcastle, sem ter para onde ir, ela acaba se abrigando no celeiro, aconchegada à vaca da duquesa, para não morrer de frio. Ali ela é acordada brutalmente pelo capataz da propriedade e amparada por aquele cuja imagem permeara seus pensamentos durante cinco longos anos, o poderoso duque de Pudhoe, conhecido em toda a Europa por Lorde Perverso. Mas Leonora não o via assim. Pelo contrário. Achara-o caridoso. Afinal, se não fosse por ele, certamente não teria sobrevivido àquela noite.

Um Cocheiro em Paris - #3
Quando o duque de Belvoir teve que sair às pressas da casa de Juliette Drouet, a amante de Victor Hugo, para não ser pego em flagrante pelo próprio escritor, sua única alternativa foi dirigir a própria carruagem pelas vielas de Paris. O que ele não esperava, contudo, era que tivesse que socorrer uma dama que acabara de chegar à cidade. A carruagem do Hôtel de Ville, que fora buscá-la no porto, havia quebrado um eixo e ele passava no exato momento do acidente. Não teve alternativa senão esconder a sua identidade, pois a jovem estava acompanhada justamente da ordinária baronesa viúva de Patchetts, uma antiga vizinha do duque seu pai, no Norte da Inglaterra. Tudo o que ele — o duque inglês bastardo — não podia, naquele momento, era ser reconhecido. Assim, apresentou-se como o cocheiro do conde Filippo Raspail e prestou socorro às damas.


Fruto da relação de um poderoso duque inglês, que não tivera filhos no casamento, com uma cortesã francesa, Belvoir — assumido pelo pai — vivia uma vida desregrada em Paris. Embora na juventude tivesse tido certa proteção moral por parte dos amigos, o duque de Prudhoe e o conde de Northumberland, sofrera muita rejeição da aristocracia britânica, sendo chamado de ‘lorde bastardo’. Por isso, tinha convicção absoluta de que nunca se casaria com a filha de nenhum deles. Belvoir só não contava que Harriet Neville, a lady que socorrera, se apaixonaria de verdade por ele, mesmo achando que fosse um humilde cocheiro.

Fronteira da Paz - #4
Lady Leanah sempre fora a boa moça. Fazia tudo o que se esperava de uma dama. Manteve-se pura à espera de seu príncipe, o cavalheiro que ela sempre amara, lorde Robert Percy, o irmão mais novo do conde de Northumberland, Edward Percy. Quando, finalmente, já com 23 anos, está prestes a realizar o seu sonho e casar-se por amor, Robert se casa às pressas com sua antiga prometida, Charlotte Mortimer, uma prima por parte de mãe, e a abandona. Decidida a se vingar, lady Leanah se aproxima de Elizabeth Douglas, uma cortesã regenerada, e implora para que a ensine a deixar todos os homens aos seus pés.

Quando o bom moço lorde Robert Percy, finalmente, recebera a aprovação do conde seu irmão, Edward Percy, para se casar com a linda lady Leanah, a irmã do conde de Douglas, da ancestral família inimiga dos Percy Northumberland, ele cai numa armadilha preparada por lorde Mortimer e tem, por honra, que se casar com sua prima Charlotte. Entretanto, jurou jamais tocar um só dedo nela. Afinal, como dissera o tio, ele já não a tinha deflorado? Cansado de ser o bom homem, o lorde se torna um dos maiores pervertidos da Europa e, para sair de Londres, a exemplo de seu pai, ele parte para a Índia. Quando na guerra de Folly de Auckland, ao lado de lorde Palmerston, ele entra em combate, a única pessoa que não esperava encontrar naquele lugar e, ainda por cima num bordel, era Leanah. O que, por Deus, ela estaria fazendo ali?!

Obrigada a se casar com o primo lorde Robert Percy, Charlotte Mortimer foge logo após o casamento. Seu próprio pai, por causa de dinheiro, conspirara para que aquela união acontecesse. Embarcada num navio com destino à América do Sul, com um nome falso, ela sofre um naufrágio fraudulento e é resgatada por um desconhecido. Sem se recordar quem é, apaixona-se pelo capitão do navio, um homem enigmático, com aparência celta, que a toma como mulher.

Um histórico romance sobre a vida das cortesãs inglesas e o império britânico e seus laços pelo mundo.

Por Trás da Escuridão

Por Trás da Escuridão é um romance apaixonante que se desenvolve num cenário nostálgico e cheio de misteriosas histórias, no interior de Minas Gerais, no Recanto dos Barões, localizado na Zona da Mata Mineira. O local, que abriga tradicionais famílias herdeiras dos antigos barões do café, serve de pano de fundo para esta inebriante saga que vai emocionar o leitor da primeira à última página. 

A trama tem início com a narrativa do dilema em que se encontra a publicitária Ana Solevade, uma jovem viúva, mãe de dois adolescentes, desempregada, sem dinheiro e sem perspectivas. Ana é uma profissional competente e muito experiente, mas se encontra diante de uma encruzilhada: continuar em São Paulo, refém de um mercado altamente competitivo e de um custo de vida elevado, sem condições de manter a si e aos filhos, desesperada por um trabalho que pague as suas contas, ou partir para o interior de Minas, para um lugar do qual nunca ouviu falar até se deparar com um curioso anúncio nos classificados de um grande jornal, requisitando uma pessoa com formação superior para ser acompanhante da velha matriarca de uma família tradicional. A função parece medíocre, mas o salário é escandalosamente convidativo. Frustrada e desiludida pela dificuldade em arranjar uma recolocação no mercado de trabalho em sua área de atuação, Ana resolve aceitar a proposta e parte rumo ao desconhecido, indo encontrar-se com uma mulher misteriosa, altiva, muito cruel e completamente cega.

Logo após a sua chegada, encantada pela riquíssima biblioteca da mansão, em cujas prateleiras pululam os mais extraordinários clássicos da literatura universal, a publicitária percebe que sua amargurada patroa guarda inúmeros segredos, envolvendo outra tradicional família da região. A ala oeste da casa permanece constantemente trancada e a proibição de explorá-la é taxativa. No casarão, conhece Rodrigo, o filho da matriarca, um homem fraco e dividido entre o presente e o passado misterioso. Rodrigo interessa-se por ela logo que a vê, não apenas como a acompanhante da mãe, mas como mulher. Esse interesse, porém, põe a vida da moça em perigo e ela começa a sofrer atentados, percebendo que aquele lugar tem muito mais segredos do que se possa supor.

Isolada, assustada, humilhada pela velha senhora, correndo perigo de morte, impactada pelo súbito interesse do enigmático milionário, com saudade dos filhos, ela encontra alento na amizade de Polaco, um pequeno órfão que se ofereceu para cuidar de Florinha, a cachorrinha que ela trouxe consigo da cidade grande. O menino logo se torna o centro de suas atenções, pelo menos até ela conhecer o ainda mais enigmático Eduardo Olegário Nunes Mariano, um jovem e belo médico que mexe com o seu coração como homem nenhum jamais mexeu. É a partir daí que começa o seu verdadeiro drama, um amor e uma felicidade jamais sentidos, ofuscados pela mais cruel decepção. Eduardo também se apaixona perdidamente por ela, mas, não é um homem livre e está completamente envolvido nos segredos do casarão dos Montemezzo. Mais uma vez Ana Solevade se vê numa encruzilhada: fugir ou enfrentar. Decide enfrentar, fazendo uma arriscada escolha que mudará para sempre o curso da sua vida.

Uma história de tirar o fôlego, pela qual desfilam, pareados, o amor, a paixão, a ternura, o erotismo, o ódio, o perigo, o medo, a decepção, a morte, o desespero e a esperança. Personagens marcantes, situações inusitadas e um surpreendente final. Uma história comovente, de perdas e ganhos, derrotas e superação. Mergulhar nela, por trás da escuridão, mudará a sua forma de ver a vida e de encarar as ilusões tecidas em torno do maior desafio do ser humano: a eterna – e nem sempre frutífera – busca da felicidade.

Quando os Céus Conspiram
Ela sabia fazer sexo, mas ele ensinou-a a fazer amor!

Inspirado na história real de Charlotte Hayes (século XVII), uma linda cortesã de um bordel londrino conhecido como “convento”, Quando os Céus Conspiram narra as histórias de Amy Hayes e o conde Filippo Raspail. 

A linda camponesa escapara de ser estuprada por lorde Patchetts para dois anos depois ser violentada pelo filho bêbado de um fazendeiro. Desonrada, ela se muda para Londres em busca de trabalho. Mas Amy era bonita demais para ser empregada de uma dama. Ninguém queria aquela ameaça em sua casa. Restara a ela, portanto, A Casa das Damas, um conhecido bordel londrino que mantinha carruagem e criados de libré para suas damas da noite que eram ensinadas a se portarem como educadas ladies. Quando o visconde de Beauchamp, um dos lordes mais terríveis de Londres, tornara-se seu protetor, Amy caíra em total desgraça. Obrigada a ir com ele para Paris, num esquema de traição à Coroa Britânica, ela é salva por um cavalheiro quando tentava se matar no rio Sena. 

Filippo Raspail era um nobre que, como Amy Hayes, tivera um passado tremendamente infeliz. Tudo que ele queria era cumprir seus dias na terra para finalmente encontrar sua amada Juillet no outro lado do desconhecido. Morta há mais de 20 anos, ele se enterrava com ela, pois a amargura o consumia dia após dia. Quando os céus conspiraram a favor deles, Amy, que odiava todos os homens, tivera que aprender que nem todos eles eram bestas, como ela os chamava, e Raspail que a vida podia não ser tão lúgubre assim.
O Vento de Piedade

Num pequeno vilarejo, no interior de São Paulo, Brasil, Corina, uma moça considerada rebelde, é expulsa de casa pelo pai após ser flagrada nua com o namorado no sótão da igreja da vila. Aos 16 anos, se vê sozinha no mundo, com apenas uma carta e uma pequena quantia em dinheiro. No papel, o endereço de um homem desconhecido, em Piedade, interior de Minas Gerais.

Na chegada ao vilarejo, descobre que o homem, filho mais velho da tradicional família Nicolini, a quem deveria entregar a carta de sua mãe, havia morrido.

Sem saber o que fazer e sem poder voltar para casa, Corina se descobre grávida e é obrigada a viver naquele lugar, como agregada daquela família. Eduardo, o mais novo dos Nicolini, se transforma em seu grande amor.
Em meio à tomada do poder político no Brasil pelos militares, em 1964, seus pais desaparecem e com eles as respostas. Em seguida, o patriarca Nicola Nicolini também morre e leva para sempre o segredo da carta.

Muitos anos depois, Corina se vê diante de um dilema: contar a verdade à filha, e correr o risco de ser odiada, ou deixar que uma tragédia aconteça?
Comprada por um Lorde
Como fazia todo verão, lorde Steve, o conde de Ponthieu, passava uma temporada no medieval castelo do amigo Roger de Montgomery: o Arundel Castle. O lorde gostava da vila de Arundel e simpatizava com as pessoas de Sussex. Até que vira lorde Patchetts tentar estuprar uma camponesa, a quem socorrera dando uns bons socos na cara do maldito barão. Depois desse triste acontecimento, ele ficou vários anos longe de Arundel, pois não aceitava que Montgomery mantivesse amizade com tão vil cavalheiro. Mas depois que soube da morte do barão voltou a Sussex para descobrir que a moça do passado não só tinha sido vendida pelo próprio pai para uma casa de prostituição, mas que o maldito camponês estava prestes a negociar sua outra filha, uma linda jovem de 17 anos, e dar-lhe o mesmo fim da filha cortesã. E ele, portanto, resolveu comprá-la. O que acontecerá com Meg Hayes? O que o conde de Ponthieu fará com a jovem que acabara de comprar?
E este é o seu mais novo romance, aquele que eu disse que a protagonista viveu anos em um hospício...
Sob os Acordes dos Anjos
Joss Horsfield tem o curso de sua vida alterado quando, no leito de morte, o Marques de Lands End, seu pai, reconhece seu irmão bastardo como filho e revela a grande farsa em que suas vidas foram enredadas. Agora, ao lado de seu irmão, ele começa uma busca pela mãe biológica de ambos. Mas a procura pela verdade traz novas descobertas, como duas primas que sobreviveram a um incêndio criminoso que matou toda a família: Celestine, uma louca que passou a vida escondida num hospício – e a quem ele teria que suportar –, e Estell, que durante a fuga das chamas se perdeu da irmã, foi levada para França, e retorna a Londres para um ajuste de contas. Joss, agora, tem que lidar com as consequências de mexer no passado, mas o que ele não esperava era que a louca Celestine o ensinaria outro tipo de loucura: a de amar alucinadamente. 

Um romance intenso, personagens apaixonantes e o tempo, provando que ele gira, mas nada lhe passa impune.



Se você gostou e quer conhecer mais da autora, veja onde pode encontrá-la:
Facebook:
 
Para comemorar esta parceria, começou um sorteio lá no Instagram do blog! É bem fácil de participar, basta seguir os perfis da autora, da Pedrazul Editora e do blog, curtir a imagem abaixo e citar um amigo nos comentário. Fácil né? Então aproveita e corre lá, quem sabe não será você a receber o livro A Estrangeira + um kit ou de marcadores na sua casa? Clique na foto abaixo e participe!!!


E em breve trarei mais resenhas dos livros da autora!

21 comentários:

  1. Parabéns pela nov parceria espero que seja bem proveitosa para você, só avise a autora que um dos livros dela tem a mesma capa de um outro livro de uma autora bem famosa aqui no Brasil. O livro dela: Quando os ceus conspiram tem a mesma capa de uma outra editora e o titulo do outro livro é: Um amor escandaloso. Só um toque mesmo. Mas fora isso: achei bem interessante a premissa de outros livros dela.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. parabéns pela parceria e eu desejo muito sucesso para ambas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hummm os títulos são de da água na boca e gosto muito de romance histórico pois sempre aprendemos e nos deliciamos com a histórias de amor!
    Parabéns pela parceria. Aguardando resenhas! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a Chirlei, mas fiquei impressionada com a quantidade de coisas que ela faz, sem mencionar a Pedrazul, que tem se destacado cada vez mais dentro dos romances de época, tenho muito carinho por eles, foi minha primeira parceria com editora, a 3 anos atrás.
    Gostei de conhecer os trabalhos dela e dou meu destaque ao livro do sorteio, achei tão linda e fiel a época essa capa, vou participar do sortei.
    Parabéns pela parceria, quero acompanhar as resenhas.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela parceria, que seja duradoura! Os livros realmente parecem muito interessantes, fiquei com vontade de ler a grande maioria, pelo fato dos romances de epoca serem tão fieis e a autora se dedicar muito nos estudos sobre as épocas!! vou colocar na minha listinha <3

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  6. Oie
    uau, mais uma parceria diva. Parabéns e boas leituras para você.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  7. Oi, Rose. Que parceria linda, parabéns! Eu não conhecia a autora e já me interessei pelas obras dela, são de um gênero que eu curto muito.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Adorei os títulos e as capas dos livros da autora, parecem ser livro muito bons, parabéns pela parceria e que seja um sucesso.

    Abraços,
    https://jovemcigano.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Meus parabéns pela nova parceria. Os livros da autora me interessaram bastante, tenho alguns em e-book e preciso lê-los logo.

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Parabéns pela parceria!
    Não conhecia a autora, mas gostei das obras e fiquei curiosa para conhecê-las.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela parceria. Não conhecia a autora, mas as obras destacadas pareceram ser bem interessantes ..Desejo ótimas leituras e parceira :)

    Beijos,
    Thalita Sousa

    ResponderExcluir
  12. Oi Rose!
    Que delícia de parceria hein!
    Eu tenho Quando os céus conspiram no meu Kindle mas ainda não tive oportunidade de ler.
    Que seja uma parceria maravilhosa.
    Parabéns!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  13. Não acredito que eu ainda não tenha ouvido falar nessa obra.

    Fiquei apaixonada pelas capas, e pela resenha tão positiva a respeito, o enredo é tão lindo quanto.

    Parabéns pela parceria. Desejo muito sucesso para ambas. E é claro, desejo muito ler essas obras o mais rápido possível

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pela parceria! Li da autora A Estrangeira e amei! É um livro muito bonito e intenso! Estou curiosa para ler os outros.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Parabéns pela parceria e espero que ela seja proveitosa a ambos os lados!
    Não conhecia a autora e suas obras, mas fiquei encantada pelas capas de seus livros (escolho minhas leituras pelas capas) e confesso que fiquei com muita vontade de ler praticamente todos!
    Fico feliz em saber do dom da autora para viajar entre os gêneros e nos proporcionar grandes momentos com suas obras, além de ela ser aparentemente muito simpática mesmo.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  16. oiee, parabens pela parceria e que venham mais e mais parcerias, não conhecia as obras e adorei as sinopses, espero ler em breve alguma obra da autora, e que seja uma parceria de sucesso para ambas.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Rose! Tudo bem?
    Parabéns pela parceria! Que ela traga muito sucesso para você e para a autora.
    Ainda não conhecia o trabalho dela, mas fiquei surpresa com quantos livros ela tem. Me interessei por vários e vou conferir suas resenhas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Rose, parabéns pela parceria. Não conhecia a autora, mas já li algumas resenhas dos livros dessa editora. Que legal conhecer mais um talento nacional. Vou ficar de olho nas resenhas, quero ter mais detalhes das tramas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Rose!
    Parabéns pela parceria!
    Não conhecia autora, mas fiquei encantada com os livros. Que a parceria seja um sucesso para ambas as partes. Espero conseguir ler algo dela em breve.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Oi Rose, como está?
    O post foi comprido, mas valeu muito a pena seguir a leitura! Adorei toda a proposta da autora e da editora com relação ao que eles publicam. Quem sabe darei uma chance.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky
    http://galaxiadeideias.com
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi rose, tudo bem? Parabéns pela parceria, não conhecia a autora, mas só de saber que os romances históricos dela são bem escritos e tem uma boa pesquisa me animo.
    É um excelente diferencial, coisa rara hoje em dia.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.