#Resenha O Voo da Vespa

Oi amigos hoje tenho para vocês a resenha de mais um livro do Ken Follet, este autor maravilhoso que sabe como ninguém misturar realidade com ficção:
O Voo da Vespa - Ken Follett
416 páginas - Editora Arqueiro
Em plena 2º Guerra Mundial, Hitler e seus alemãs seguem conquistando territórios, entre eles a Dinamarca. Sem ter oferecido nenhuma resistência, o governo dinamarquês acabou aceitado o domínio alemão, para desgosto de muita gente, entre eles Hemia Mount.
Hermia tinha 30 anos, era filha de um diplomata britânico e passou grande parte de sua vida na Dinamarca, sendo lá, inclusive, onde conheceu seu noivo Arne Olufsen, um piloto dinamarquês.
Mas com a invasão de Hitler em 1940, ela acabou fugindo do país, e há um ano não tem notícias do noivo. Hoje ela trabalha como chefe da seção da Dinamarca do M16 em Londres. E graças a sua inteligência e conhecimento do país, os britânicos tinham uma pequena rede de espionagem autodenominada Vigilantes Noturnos.
Por conta disso, ela foi procurada por Digby Hoare, um alto membro do governo britânico, para descobrir a respeito de "Freya". Freya tanto poderia ser uma pessoa, como uma arma. Certo mesmo é que este nome era responsável pelas constantes perdas de aeronaves da RAF (Força Aérea Real). Muitos pilotos já perderam suas vidas em confrontos com a Luftwaffe (Força Aérea Alemã).
A pedido do primeiro ministro britânico, Winston Churchill, Digby estava encarregado de descobrir "quem" ou "o que" era Freya, além de uma forma de neutralizar ou mesmo acabar com esta supremacia da Luftwaffe.
Tentando descobrir se Feya era na verdade um radar, Hermia junto com Digby põe em curso uma ideia.
Enquanto isso, em Sande, uma pequena ilha do litoral dinamarquês, Harald Olufsen, irmão de Arne, e estudante da conceituada Janshorh Skole, acabou descobrindo por um acaso uma instalação militar alemã. Aos 18 anos, Harald tinha um talento nato com máquinas, e um gênio inquieto que acabou colocando-o em algumas confusões. Ele nunca aceitou o fato da Dinamarca ter se rendido aos alemães sem nenhum tipo de luta. Ele sabia que esta sua descoberta era algo importante.
Foi por um acaso que sua informação acabou indo parar no líder dos Vigilantes Noturnos. Mas por conta da intervenção de Peter Flemming, não houve tempo para que ela chegasse aos ouvidos de quem realmente importava.
Peter era detetive-inspetor da unidade de segurança de Copenhague. Sua família tinha uma antiga rixa com os Olufsen. Casado com Inge, ele via no acidente que há um ano tinha deixado sua esposa em estado catatônico, um bom exemplo de como a impunidade e falta de rigor com criminosos poderia ser prejudicial. Por conta disso, ele nutria total admiração pelos nazista, que sempre eram duros e implacáveis com os criminosos.
Foi Peter quem acabou descobrindo uma possível rede de espionagem, e com o aval dos alemães seguiu fundo com suas investigações. É por conta disso que o mundo dele volta a se chocar com o mundo dos Olufsen. Doido para se vingar da família e de quebra descobrir e destruir a rede de espiões, ele começa uma caçada sem limites a seus desafetos e a informações que lhe dessem embasamentos para tais desconfianças.
Enquanto Hermia tenta descobrir sobre Freya, os irmãos Olufsen tentam conseguir provas da existência de um poderoso radar. Mas o mais complicado mesmo, seria fazer esta importante informação chegar em solo britânico. A única chance de vida deles é um bimotor velho e quebrado. Mas como eles farão para este bimotor cruzar o Mar do Norte? Eles conseguirão sair com vida desta caçada imposta por Peter?
Em um enredo recheado de drama e ação, Follett leva seu leitor a uma viagem além de interesses políticos, onde cada um dos personagens tem seus dramas particulares, e com eles a chance de protagonizar suas próprias vidas. E cada decisão tomada pode ser um passo para a morte ou para a liberdade total.
Adorei o enredo e os personagens. Há muito tempo não odiava tanto um personagem como Peter Flemming, e encarem isso como um elogio, pois sem sua presença odiosa, este livro perderia um pouco de seu brilho. Destaque também para Harald, que aos 18 anos, mostrou o quão importante é ter uma mente hábil e um espírito corajoso. Se bem que Arne foi de uma coragem sem igual, que me deixou com lágrimas nos olhos...
O que mais gosto nos enredos criados por Follett é a quantidade de informações que o texto tem, me levando sempre a fazer pesquisas sobre o que é verdade e o que ficção.
Winston Churchill
Bombardeiro Armstrong Whitworth Whitley
Spitfire
Hornet Moth
símbolo da Luftwaffe
símbolo da RAF
Uma leitura mais do que recomendada para os fãs do gênero.

31 comentários:

  1. Rose, não é um livro que particularmente me atraia pelo enredo, mas fica a dica
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena Thaila,pois o enredo é ótimo!
      Bjs, rose

      Excluir
  2. Rose, particularmente é um livro que não me chama atenção.
    Não costumo ler livro com esse tipo de premissa, pois não me atrai.
    Mas gostei muito da sua resenha e das suas colocações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Deby, uma pena que nao goste do gênero.
      Bjs, Rose

      Excluir
  3. Oi Rose!
    Eu gosto bastante de livros do gênero e tenho dois livros do Ken Follet, mas até hoje não li nenhum. Livros que se passam no período da guerra sempre conseguem prender minha atenção e se tem um quê de investigação é melhor ainda.
    Fico feliz que tenha gostado, espero ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Neyla, não deixe de ler os que você tem, pois o Follett escreve muito bem.
      Bjs, Rose

      Excluir
  4. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar sobre este livro mas quero ler algo da autora já há muito tempo, ainda que não tenha tido oportunidade ate agora.

    De qualquer das formas, eu acho ótimo que fiques na duvida entre o que e verdade e o que sera ficção! E sempre um ponto positivo!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Arqueiro relançou o livro a pouco tempo, massua publicação já tem um bom tempo.
      Bjs, rose

      Excluir
  5. Fiquei extremamente interessada nessa obra Rose, principalmente por ter guerras e Hitler, o autor aos poucos está conseguindo me conquistar, pois ainda não o conhecia muito bem, gostei de saber a sua opinião e sei que seria uma ótima leitura para mim.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Morgs, sou fã do Follett e sempre recomendo os livros dele.
      Bjs, Rose

      Excluir
  6. amei e já quero comprar, amo esse livros que tem haver com história (matéria)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lara, também adoro livros assim.
      Bjs Rose

      Excluir
  7. Oiee Rose ^^
    Sabe que eu ainda não li nada do Ken? Pois é, sou apaixonada por história, e mais ainda por ficção COM história, e ainda não conheço as obras dele. Mas quero muito ler seus livros, principalmente este, pois vi que muita gente (inclusive um dos resenhistas do blog) gostou bastante. Espero gostar também.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dryh, se gosta do gênero precisa ler algo do autor, ele é muito bom!
      Bjs, rose

      Excluir
  8. Oi Rose.
    Nossa, a cada resenha que leio de um livro de Ken Follet eu fico mais ansiosa por conhecê-lo. Quero conhecer Peter Flemming e ver se vou odiá-lo. E o que me atraiu nesse enredo foi o drama e a ação.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty, tenho certeza que vai odiar o Peter, assim como admirá-lo também. Follet é ótimo, leia sim.
      Bjs, Rose

      Excluir
  9. Olá, Rose.
    Além de ter muita curiosidade de conhecer a escrita de Ken Follet, a premissa me chamou a atenção, pois adoro histórias que envolvam a Segunda Guerra. Os personagens parecem muito bem caracterizados e a trama bem desenvolvida.
    Pretendo ler!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, seria uma ótima forma de conhecer o autor.
      Bjs, Rose

      Excluir
  10. Oi!!
    Eu sempre leio comentários ótimos sobre as obras desse autor e resolvi me aventurar e ler A chave de Rebecca, minha nossa não consegui me envolver, achei a leitura parada, decididamente a minha primeira experiencia com o autor não foi das melhores.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lizie, que pena! Este eu nãi li ainda para falar algo.
      Bjs,Rose

      Excluir
  11. Olá, Rose.
    Amei a sua resenha, sempre ouço comentários positivos sobre as obras desse autor e sempre tô na vontade de ler, por parecer uma leitura bem rica. Adorei as fotos que tu colocaste!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Haise, obrigada! O Autor é muito bom, todos os livros que li dele até agora só tenho elogios a fazer.
      Bjs, Rose

      Excluir
  12. Livros com o contexto de Segunda Guerra já me ganham! Rsrsrs Ainda não li nada do autor, mas sempre vejo coisa bem positivas sobre as obras dele. Achei o enredo desse livro bem interessante, vou anotar e espero ter a oportunidade de ler em breve. Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wesley, se gosta do gênero, precisa conhecer o autor, ele é ótimo.
      Bjs, Rose

      Excluir
  13. Eu acho esse autor genial e tenho certeza que esse livro será mais um que eu vou gostar muito dele quando eu for ler. Achei a sua resenha bem detalhada e fiquei ainda mais curiosa com a obra.

    ResponderExcluir
  14. oieee
    achei bem bacana a premissa porém, não é um livro que me chame atenção porém adorei sua resenha, fica a dica pra próxima.
    boas leituras
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?

    Eu li e adorei esse livro, acho Ken Follet um autor de mãos cheias e podemos perceber o quanto ele se doa, o quanto ele pesquisa para escrever os seus livros. Super recomendo Os Pilares da Terra e Mundo sem Fim que são dele. Gostei da sua resenha!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Eu gosto muito de ler livros ambientados em tempos de guerras, mas algo nos livros de Ken Follet não me atrai. Nem sei dizer o que. Acho que preciso mesmo ler um para tirar esse preconceito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Nunca li os livros dele, não sabia que misturavam realidade com ficção, mas já me interessei demais. Adoro romances históricos e histórias que se passam em guerras sempre me atraem bastante. Vou colocar na minha lista aqui.

    ;*

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Tenho vontade de ler algo do autor, mas nem sei por onde começar, e gosto de histórias que envolvam realidade e ficção, então talvez este seria um bom início.
    BJs

    ResponderExcluir
  19. Rose, que loucura esse livro, sempre tive vontade de ler Ken Folet e esse livro aumentou em 100%, o fato do autor trabalhar com fatos históricos de forma inteligente deixa a gente ainda mais envolvido com a trama. Adorei. Bjkas

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.