#Resenha O Amor Nos Tempos do Ouro

Oi amigos, este deve ser o terceiro livro que leio da Marina Carvalho, e assim como os outros, fiquei apaixonada não só pelo enredo, mas principalmente pela escrita da autora, que me prendeu desde o início da narrativa. Deixa eu falar um pouco mais do livro para vocês:
O Amor nos Tempos do Ouro - Marina Carvalho
328 páginas - Editora Globo Alt
Cécile Queiroz Lavigne nasceu em Paris, em uma família rica e amorosa. A unica menina de três irmãos, teve uma criação diferenciada para a época. Seu pai não queria que ela se casasse obrigada e sim por amor. Ele não se importava se isso fosse demorar a acontecer. Ao lado do irmão, Cécile foi autora de diversas travessuras, para desespero de sua mãe, que mesmo querendo que a filha tivesse modos mais adequados, a queria feliz acima de tudo.
Esta bolha acabou estourando quando um acidente matou a todos, deixando Cécile sozinha e completamente sem chão.
Agora, sob os cuidados de seu tio Euzébio, irmão de sua mãe que vivia no Rio de Janeiro, ela não apenas fora obrigada a deixar a França para trás, como também se viu prometido ao velho e cruel fazendeiro Euclides de Andrade, o mais poderoso de Minas Gerais.
Sob os cuidados de Fernão, um explorador que se fez sozinho e que já prestou inúmeros serviços escusos para Euclides, Cécile faria a terrível viajem do Rio de Janeiro para Minas Gerais.
Durante a longa travessia, Fernão percebeu que tudo o que pensava da francesa era errado. Cécile era doce e forte, tratava a todos muito bem, até mesmo os escravos. Ela não era a garota fútil que se achava melhor do que os outros. Com o tempo de convívio, Fernão começa a nutrir uma perigosa atração pela bela francesa, que não faz ideia que mexe com o destemido explorador.
Com a aproximação de seu destino, Cécile vai ficando triste e desesperada com a vida que lhe espera. Em uma tentativa de escapar das garras de Euclides, acaba propondo um acordo com Fernão, que lhe nega qualquer chance de vida.
Mas para sorte da francesa, Fernão não estava totalmente tranquilo diante de sua decisão, e após ver com os próprios olhos qual seria o real destino dela, resolve ajudá-la em uma fuga perigosa. 
Ao lado de três escravos e de alguns homens de sua total confiança, Fernão rapta a noiva do mais poderoso  cruel fazendeiro da região mineira.
Agora a cabeça de todos estava a prêmio, e se fossem pegos, a morte rápida com certeza seria um bônus que nenhum deles iria experimentar.
Mesmo em fuga, Cécile não estava livre das garras de seu tio e ex-noivo, pois segundo os costumes da época, ela tinha que se curvar as ordens de seu tio, cujo maior desejo era colocar as mãos em sua fortuna.
Sua única chance estava nas mãos de Fernão, ela só não esperava que ele sonhasse com mais do que uma simples farsa, mesmo que este sonho lhe parecesse tão distante. Sob as ameaças de uma caçada a mando de Euzébio, eles conseguem chegar nas terras que Fernão comprou ao longo dos anos. 
Quando finalmente Cécile achava que poderia voltar a ser feliz, o cruel fazendeiro dá o bote. Agora, a bela francesa vai precisar de toda sua força e coragem se quiser salvar a vida daquele que lhe mostrou que ela poderia voltar a amar e ser feliz. O mesmo que trocaria a vida dele para que ela pudesse viver em paz. Mas ela não está sozinha nesta luta, e liderando um grupo forte de guerreiros, ela parte rumo a liberdade, não só de Fernão, como dela mesma e de muitos que acreditavam nela.
Com um aliado surpresa e de peso, ela tem a chance de reescrever sua história, mas será que terá tempo suficiente para tal?
Como eu disse no início, é incrível a qualidade dos textos da Marina. Ela cria um enredo coeso e envolvente, tanto que me senti na própria época dos Bandeirantes, tal seu talento e belo trabalho em mostrar este cenário.
Quero destacar a nota da autora, que entre outras coisas teve a delicadeza de se posicionar contra e pedir desculpas pelos termos pejorativos usados no enredo e pela discriminação e racismo da obra. Esta preocupação se deve por conta do conteúdo da história, visto que a narrativa acontece na época do Brasil Colonial, onde todos sabemos, havia escravidão no país, e os cachorros eram tratados melhores que os escravos. Achei mesmo muito delicado da parte dela, e devo dizer que em momento algum haveria necessidade desta preocupação, nada ali foi exagerado ou fora de contexto.
Enfim, gostei muito do enredo, foi um mergulho e tanto em nossa história. Apesar do enredo ficcional, Marina mescla alguns fatos reais, o que aliás adoro quando um autor faz isso. Recomendo para os fãs de romances e para os que procuram uma boa obra nacional.

Esta resenha faz parte do meu Desafio Gutenberg 2017 no item "Um Livro Nacional". Para ler as outras resenhas do desafio, clique na imagem abaixo:
Gostaram? Então não deixem de aproveitar:

23 comentários:

  1. ainda não li esse livro da Marina, mas leio tantos elogios que me cativo desde anres de ler
    Marina escreve bem e é super dedicada

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, ela escreve muito bem mesmo.
      Bjs Rose

      Excluir
  2. Confesso que acho que nunca li algo assim... impressionante. Fico extremamente curioso para ler.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Acredita que eu ainda não li nada desta autora? E bom, eu adorei a capa deste livro, só vejo elogios a respeito da escrita da Marina e tipo, sua resenha ficou encantadora! Adorei bastante as citações apresentadas, me deixou com um gostinho de quero mais <3

    Beijos, www.justificou.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, já virei fã dela é recomendado os livros da Marina.
      Bjs Rose

      Excluir
  4. Olá!
    É a primeira resenha que leio sobre essa obra, ainda não li nenhum título da autora. Suas impressões me deixaram com muita vontade de me aventurar nesse romance envolvente. Senti raiva do personagem Euclides e quero saber o que vai acontecer com a Cécile e o Fernão.

    Beijos,
    Cidália.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este Euclides é detestável mesmo.
      Bjs Rose

      Excluir
  5. Rose!
    Já li outros livros da autora e gostei.
    Como gosto dos romances de época, gostaria demais de poder ler esse.
    Desejo uma ótima semana!
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim amiga vão gostar.
      Bjs Rose

      Excluir
  6. Olá! Não conhecia essa obra da autora, achei o enredo muito interessante. Um romance de época que se passa no Brasil colonial! Fiquei curiosa para ler. E achei muito legal a autora ter se preocupado em colocar uma nota sobre o racismo tratado no livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pricila, como eu disse, foi um gesto muito delicado dela.
      Bjs Rose

      Excluir
  7. Olá, tudo bem? Adoro a Marina e sua escrita e estou tem tempos para ler essa história dela que aliás é um dos meus gêneros favoritos. Adorei os pontos ressaltados, e a autora sempre teve preocupação com tudo que ela escreve, por isso não estranhei ela fazer essa nota mesmo sendo desnecessário. Adorei e estou com grandes expectativas.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carool, foi de uma delicadeza tão grande que não pude deixar de falar da nota.
      Bjs Rose

      Excluir
  8. Eu morro de vontade de ler esta obra porque adoro os livros da Marina e porque adoro o estilo da época e este livro é super comentado, acho que até ia ter continuação né? Mas ainda não comprei e ainda não li outros que tenho dela, mas este pretendo colocar na frente dos outros.

    Greice

    Blogando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se terá continuação,na verdade não procurei sobre isso. Mas é uma leitura ótima.
      Bjs Rose

      Excluir
  9. Os homens não são confiáveis mesmo! Gostei do trecho. Concordo com ele. Aliás, gostei da sua resenha. Meu desafio literário desse ano acho que está indo por água abaixo, mas gostei do tema dos seus.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ingrid, ainda nem.chegamos na metade do ano mulher! Não desista de seu Desafio.
      Bjs Rose

      Excluir
  10. Olá,
    Desde o lançamento da obra fiquei bem interessada em fazer a leitura.
    Cécile parece ser uma personagem cativante pelo fato de ser doce e tratar a todos com muita educação, sem distinção entre etnias. E o que mais chamou minha atenção na sua resenha foi a ressalva sobre a nota da autora, preocupando-se em se explicar quanto aos termos e ao racismo que a obra apresenta devido o contexto. Muito legal da parte dela.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele, foi mesmo, por isso não pude deixar de citar na resenha.
      Bjs, Rose

      Excluir
  11. Olá! Adquiri esse livro e está na lista das minhas próximas leituras !!!
    Estou muuuuito curiosa !!! bjooooooo

    ResponderExcluir
  12. Também adoro a Marina Carvalho e já li três livros e dois contos dela. Amei todos 😍😍😍 estou com O amor nos tempos do Ouro aqui para ler, mas ainda não tive tempo. Foi ótimo conferir sua opinião é confesso que fiquei mais curiosa. Vc sabia que ela está escrevendo o segundo livro!!?? Enfim vamos aguardar mais um romance envolvente e empolgante. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá Rose...já ouvi falar dessa obra a algum tempo, adorei os quotes que você selecionou.

    Abraços

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.