#Resenha Gregor e o Código da Garra #5/5

Oi amigos, quem está acompanhando a série As Crônicas do Subterrâneo que a Olívia está resenhando? Então preparem-se, pois hoje ela nos trás a resenha do último volume!

Gregor e o Código da Garra #5/5 série As Crônicas do Subterrâneo - Suzanne Collins
400 páginas - Suzanne Collins
Essa é a última resenha que faço nesse ano para o blog e o encerramento dessa série maravilhosa!
Não tenho como prestar todos os elogios a essa série, pois seria impossível, é muito boa. Não apenas para adolescentes, mas a indico para todas as faixas etárias. Todos que a lerem jamais verão ratos, baratas, morcegos, aranhas e outros insetos da mesma forma.
Não tenho palavras para dizer quão encantada estou por Ripred, Twitchtip, Ares. Tick despedaçou meu coração, o grande lagarto Frizz me estilhaçou com seu amor e carisma. Hammet com seu arrependimento e presteza faz com que todos pensem muito nas atitudes que vamos tomar e na repercussão e consequências que terão.
Se vão fazer uma lista de leitura para 2016 coloquem essa série, não se arrependerão, e aqueles que possuem filhos, farão vibrar de alegria com a aventura no subterrâneo.
Nesse livro de despedida nos deparamos com um Gregor completamente diferente. Voltado para a guerra, incorpora o guerreiro tão esperado por todos, com um amadurecimento incrível que foi sendo desenvolvido no decorrer da série, mas que não abandona seu grande coração, apesar de em um certo momento pensar que ele foi deixado para trás e se tornado um diferente para si próprio.
O que mais desejei desde o inicio da série se concretiza nesse livro, Izzy acaba se tornando parte da trama, uma parte que Gregor odeia, mas não tem como fazer nada. Boots continua a Boots de sempre, a criança especial, agora voltada a cuidar dos pequenos filhotes de camundongos que restaram junto com Hazard que ganha destaque aqui por seu dom especial de poder falar a língua de todos os animais do subterrâneo. O único responsável a reunir filhotes e pais restantes de camundongos.
Não dá para dizer muito sobre o livro sem dar spoiler, são acontecimentos encima de acontecimentos, com ação e mais perdas. Perdas que não queria de forma alguma, mas necessárias.
A autora dá um realismo a sua ficção ao mostrar que sacrifícios são necessários, muitas vezes o melhor é deixar de fazer para que muitos sobrevivam, mesmo que alguns morram no decorrer da atitude ou não atitude.
Chorei, pois queria um final diferente para Twitchtip, me apaixonei por ela, a grande ratazana com o dom do faro, que dividiu sua comida com Boots. Aquela ratazana que salva todos, sempre ajudando. Queria tanto um final diferente para todos, mas daí não seria o livro que é. Sinceramente Solovet se tornou a personagem menos cativante, mas a mais enigmática.
Não aceitei o final, e queria mais de todos, queria mais livros. Não que o final seja ruim, só não acostumo de ter de me despedir desses incríveis personagens.
Ainda acredito que o “Até logo” de Boots é como os outros Até logo de todos os outros livros. Gregor dizia Adeus e Boots Até Logo, e sempre voltaram, pois a princesa parece ter alguma ligação com o futuro, de alguma forma.

"Ele mal via a hora de começar a batalha. Pelo menos, enquanto estava lutando, Gregor sabia o que estava fazendo e, por um tempo, tinha a chance de se esquecer de todo o resto."

A série termina maravilhosamente bem, mesmo eu não aceitando o final e não aceitando ter terminado. A guerra entre ratos e subterrâneos tem início, e as toupeiras tem um papel de desempate nela. Os humanos não possuem nenhuma chance, seus guerreiros estão morrendo, sem líder, e sem ninguém, lutam para salvar suas vidas. Cabe a Gregor decidir toda essa guerra com o seu dom sanguinário. Mas, vai custar a ele mais do que está disposto a entregar devido a profecia existente. Ele passa a questioná-la. E muitos mostram que também não acreditam nelas, mas as usam para manobrar a população. Mas há muitos que não só acreditam, mas as viveu e vive. No final da guerra é que vemos se é verdadeira ou não.
É com pesar que me despeço de: Tick, Twitchtip, Hamnet, Thalia, Ares, nossos heróis. Dos filhotes de Ripred que o transformaram tanto. De Hamnet e Thalia que mostraram que um erro não justiça outros e tamanho não mede a grandeza. Hazard, Izzy e Boots que mostraram que cada um possui um dom, e guerrear não é tudo , não com espadas, mas que a gentileza, conhecimento e doçura vence muitas batalhas.
Luxa e Gregor que sabem guerrear e que nos deram a lição de que o aprendizado forma muito o caráter e saber usar a inteligência antes da guerra é a melhor coisa.
E todos os outros personagens incríveis que não dá para citá-los. Cada Barata e Rato, pelos quais apaixonei.
Foi a melhor série que li esse ano!
Então, me despeço como a princesa Boots: “Até Logo”!
Perdeu as outras resenhas? Então cliquem abaixo e leiam!

a Rafflecopter giveaway

8 comentários:

  1. Olívia!
    Que maravilha de livro e série, faz gosto poder ler.
    Viajei em sua ótima resenha.
    “Por sabedoria entendo a arte de tornar a vida mais agradável e feliz possível.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista especial de aniversário em abril: com 6 livros 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta série foi uma surpresa para mim e só tenho a agradecer a Olívia por ter me apresentado este enredo incrível.
      Bjs!

      Excluir
  2. Oi Rose e Olivia!
    Eu li até o livro 3 da série, nem sabia que eram 5 livros.
    É difícil mesmo se despedir dos personagens depois de tantas horas passadas com eles. Mas quem sabe daqui um tempo você não relê e os encontra novamente?

    Obs: Tem sorteio novo no blog :)
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora, o bom doa livros é que podemos fazer isso quando quisermos :)
      Bjs!

      Excluir
  3. Eu só tinha vista a capa do 1º por aí, nem sabia que era uma série. Como é o último, li por alto sua resenha pra não tomar spoiler. Mas gostei muito do plot e saber que você a série dizendo que é a melhor leitura do ano, me anima e aguça minha curiosidade pela leitura.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente pegar uma resenha empolgada sempre desperta nossa curiosidade.
      Bjs!

      Excluir
  4. oi flor, confesso que não é o tipo de enredo que me atraia, a proposta é boa, mas o gênero em si não me atrai tanto quanto à você! então ainda tenho algumas reservas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você realmente não lê este gênero.
      Bjs!

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.