#Resenha Você Tem Sete Mensagens

Oi amigos, hoje tem mais uma resenha da Olívia para vocês, não deixem de comentar!
Você Tem Sete Mensagens - Stewart Lewis
256 páginas - Editora Gutenberg
O primeiro amor pode acontecer do jeito que você menos espera
Esse livro li sem pretensão nenhuma, queria apenas um livro voltado para o público mais adolescente, para não me deparar com grandes problemáticas, e ele me surpreendeu. Possui um bom conteúdo, e o autor soube direcionar cada situação da investigação de Luna com o tema principal sobre a família que me deixou satisfeita.
Mália tem 15 anos e perdeu sua mãe em um acidente de carro a um ano, possui uma paixão pelo seu vizinho chamado Oliver que toca violoncelo e tem 16 anos.
Assim que nasceu só dormia quando a levavam para ver a lua, então seu apelido é Luna para a mãe, e Moon para o pai.
O pai é um diretor de cinema muito bem sucedido e a mãe dela era uma modelo famosa. Tudo que se sabe foi que ao sair de um restaurante a mãe foi atropelada por um táxi, mas Luna encontra o celular da mãe ao ir ao escritório dela e descobre sete mensagens não lidas ali.
Por sempre pensar que havia mais por trás da história contada sobre o acidente, ela pensa que nessas sete mensagens há algo que dará pistas a respeito do que realmente ocorreu e começa a ler uma mensagem de cada vez.
À medida que fui lendo o livro percebia que é muito mais do que aparenta ser. Pensei que falaria apenas sobre Luna, sua paixão adolescente pelo Oliver, e escola, mas a problemática cresce e tem a questão do mistério sobre a morte da mãe dela, do por que o pai estar mentindo para ela e mostra que ela vai ter de passar pelo processo de perdão como necessidade para continuar a vida.
A narrativa foca a visão de Luna, em primeira pessoa, que com seu jeito diferente de ser, acaba dando uma visão de como as colegas ao redor percebe pessoas peculiares e não as aceita, também trata da questão de aceitar apenas devido a posição social que representa a outra pessoa, a falsidade nas relações sociais.
“Nenhuma escolha é estúpida se vem de você. E você, você é... Você é a garota mais linda do mundo, por dentro e por fora. Nunca deixe ninguém fazer você desistir das escolhas que seu coração fez. É isso que a torna única.”
O desenvolvimento fecha o ciclo de questionamentos que vai se abrindo enquanto se faz a leitura, então ficamos sabendo todos os motivos do caminho percorrido por Luna até encontrar o que realmente ocorreu, e também insere muito bem outros personagens na trama que a ajudam.
Apesar de Luna ser uma garota que sempre teve vocação artística para a fotografia e sempre ter fotografado, acredito que ficou um pouco forçado a parte de ela ter sido inserida tão facilmente nesse meio, apesar de seu pai ser quem é, mas fora isso o livro me proporcionou uma ótima leitura. Então, se teve algo que não gostei muito foi essa parte de o autor ter arrumado esse emprego que ficou um pouco forçado no livro.
Recomendo por ser uma leitura fácil, para aqueles que não são muito exigentes e que querem se divertir com um romance adolescente sobre descobertas de que relacionamentos não são nada fáceis como parece, seja na adolescência ou em qualquer fase da vida.

a Rafflecopter giveaway

10 comentários:

  1. Olá, Olivia.
    Para um livro adolescente, até que o enredo aparenta ter sido bem trabalhado, principalmente por envolver a questão da morte da mãe da protagonista.
    Não é um livro que eu daria prioridade, mas acredito que leria.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcos, a Olívia falou tão bem do livro que fiquei interessada.
      Bjs!

      Excluir
  2. eu gosto bastante de enredos mais jovens, então creio que o livro seria uma boa escolha
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto de alguns e este me chamou atenção depois da resenha da Olívia.
      Bjs!

      Excluir
  3. OI!

    Estou fugindo de distopias e drama adolescente, entretanto a sua resenha me mostrou um outro lado, o do suspense, da investigação e como ressaltado o do perdão. Talvez esse livro ofereça muito mais do que se possa imaginar, e a questão de forçar a Luna a ser fotografa deve ser pelo fato de mostrar um lado dela artístico, já que os pais seguiam/segue essa profissão.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A resenha também me deixou interessada, coisa que antes não estava tanto.
      Bjs!

      Excluir
  4. Oi Olívia, não conhecia o livro e gostei muito da sua resenha. Apesar de ser uma história bem juvenil, ela traz mensagens e lições que são bem importantes, o que me faz gostar muito desse tipo de livro. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gleyse, o livro parece mesmo ter muito mais a oferecer do que a princípio parece
      Bjs!

      Excluir
  5. Olha, parece-me um livro bastante reflexivo, apesar de possuir uma certa leveza por ser voltado ao público adolescente. Fiquei curiosíssima sobre o mistério da morte da mãe de Luna. Anotei a dica! ;)

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi tati, eu também fiquei curiosa com o fato, ainda mais por que deixei o livro passar batido.
      Bjs!

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.