#Resenha Seguindo em Frente - Parte I

 



Seguindo em Frente - Parte I  - Angeline Sophie
474 páginas - Editora Bookess

Nem sei o que dizer à vocês deste livro. Aliás, eu até sei, mas são tantas as coisas que tenho a impressão que não encontrarei as palavras certas e que muita coisa eu vou acabar deixando de lado.
Recebi o e-book deste livro de cortesia da autora, mas sempre que o pegava para ler, acontecia alguma coisa e a leitura acabava ficando de lado, ou melhor, nem iniciava.
Então, quando resolvi entrar na Maratona Literária  de Carnaval, ele foi o primeiro livro a ser escolhido e acreditem, meu único arrependimento foi não ter lido antes.
Quando comecei a ler as primeiras páginas, fui capturada imediatamente e mantida refém até o último ponto final.
Samantha Victória Gonzales é uma jovem de 22 anos que está tentando uma vaga de estagiária no Grupo Vasquez. Mal sabe ela, que este será o começo de sua difícil libertação.
Sam tem um passado trágico e sofrido, onde quando ainda criança, era abusada pelo próprio pai. Apesar de seus constantes pedidos de socorro, sua própria família preferiu ignorá-la em vez de protegê-la.
Quando sofre um grave atentado, onde quase perdeu a vida,  Sam acaba conhecendo Cris e seus pais Emiliano e Lais. E, por incrível que pareça, são estas pessoas que nem a conhecem que lhe estendem a mão e lhe ajudam a se reerguer.
Mesmo depois de tantos anos e vivendo em no Rio de Janeiro, esta pequena baiana não consegue esquecer completamente seu passado, e sempre é assombrada por pesadelos. Cris, sua amiga/irmã sempre está ao seu lado lhe dando forças. Mas nem todo o amor dado por sua família postiça, é capaz de fazer Sam se sentir totalmente limpa.
Ela se julga inadequada, sem atrativos e indigna do amor, por isso sempre acaba afastando seus pretendentes. Afinal, se nem mesmo sua própria família foi capaz de amá-la, como alguém poderia?
Ainda mais um deus como Taylor Matheo Vasquez, que pode ter todas as mulheres aos seus pés (eu inclusive!). Se Taylor visse suas cicatrizes, não ia mais desejá-la, e se soubesse de seu passado, aí sim ia querer manter distância.
Acontece que Taylor, dono do Grupo Vasquez, sente-se imediatamente atraído por Sam, e vai fazer de tudo para que ela seja dele. Taylor começa um verdadeiro cerco em torno de Sam, que se sente cada vez mais acuada e perdendo rapidamente o controle de sua vida.

"- Porque o senhor está aqui comigo, senhor Vasquez?
- Você sabe o motivo. – fala com aparente calma na voz, embora seu semblante não expresse isso. – Sabe o que eu quero de você. – diz decidido. Eu engulo rapidamente.”


Seu corpo e coração estão em dilema com sua mente. Ela não quer ser apenas mais um pedaço de carne nas mãos de um homem. Ela tenta, luta desesperadamente não se envolver com Taylor, mas como resistir a este belo par de olhos azuis que são parte de um conjunto perfeito? Ah amigos, nem eu que sou cega como uma porta resistiria...

"E eu quero muito transar com você, Samanta, e não medirei esforços até conseguir isso, até desfazer esta barreira que está entre nós, porque seu corpo te dedura neste exato momento e tenho certeza que me quer tanto quanto eu te quero."

O que era apenas sexo, evolui rapidamente e em vez de assentar o coração destes dois, acaba na verdade aumentando a insegurança de ambos em relação aos sentimentos um do outro. 
Os medos e inseguranças de Sam, não dão espaço para um relacionamento. Taylor por sua vez não se conforma com a possibilidade de não ter Sam. Seu ciúmes e tentativas de controle acabam aumentando a turbulência deste relacionamento.

"Inicio a falar, mas minha coragem some quando seus olhos dirigem-se a mim. Olhos azuis, lindos olhos azuis, do mesmo tom que um oceano e tão profundos e envolvente quanto o mesmo".

Quanto mais Sam tenta enterrar seu passado, mais ele insiste em vir à tona. Sua avó paterna, a mesma que lhe virou as costas quando ela lhe pediu ajuda para por um ponto final nos abusos e violências do pai, surge e quer uma aproximação. Como se Sam fosse capaz de esquecer tudo o que passou e passar uma borracha em tanto sofrimento.
Sam está sufocada, sem saber o que fazer com Taylor, com seus sentimentos por ele, com seus medos... Ela está apavorada, mas sabe que é uma guerreira, e como tal, sabe que tem que seguir em frente. Um futuro sem Taylor é um futuro sem vida.
Agora que tudo parece está entrando nos eixos, e que ela vai ser finalmente feliz, Sam pode não ter tempo de dizer "Eu te Amo" aqueles que realmente importam e lhe querem bem. Qual será o destino deste casal vocês só vão saber se lerem, mas preparem-se, pois o livro é totalmente envolvente, e vocês ficarão viciados neste casal altamente explosivo.
Sam é uma pessoa tão machucada pela vida, que usa a língua ferina para se defender. Com muitos traumas não acredita que alguém possa realmente amá-la e não confia nas pessoas. Apesar de querer em alguns momentos entrar no livro e brigar com ela, ao mesmo tempo eu queria colocá-la no meu colo e arrancar de dentro dela todo o seu sofrimento.
Taylor quando não estamos suspirando por ele, ficamos rezando para que ele tenha paciência e que não desista de Sam. Tudo bem que ele exagera no ciúmes, mas até isso ele me faz deixar passar...
Um casal que conquistou meu coração e que tem tudo para conquistar o de vocês, se vocês deixarem...
Não posso terminar sem antes falar que eu não entendo e não aceito como um pai pode fazer tão mal a sua própria filha. Pior ainda é saber que a família sabia e preferia ignorar o sofrimento da criança. Para mim todos deveriam ser presos como cúmplices, isso para não falar o que eu realmente gostaria de fazer...
Pior que aquele que fez o mal, são aqueles que se calam perante a maldade.

Prestigiem nossos autores, leiam livros nacionais.
a Rafflecopter giveaway

22 comentários:

  1. Parece ser uma leitura intensa.

    ResponderExcluir
  2. Andrea Duarte11/3/14

    Fiquei interessada em ler Poderoso Fascínio.. até ler o último parágrafo.. Gosto de aproveitar o livro e toda a história que ele propõe abordar e, quando isso não acontece e eu fico com a sensação de vazio , fico chateada com o/a autor/autora. Para evitar chateações... melhor não ler.
    Quanto à Vingança de Paixão, não fiquei interessada pela história..

    ResponderExcluir
  3. Andrea Duarte11/3/14

    Nossa, triste a história dela. Também não entendo como um pai pode fazer um mal como esse com a própria filha. Entendo que ela, ao passar por isso, torna-se uma pessoa extremamente insegura em relação à tudo ~ principalmente à pessoas. Anseio em ler o livro, e fico muito feliz por ser de autoria brasileira.
    Sam ja me conquistou !

    ResponderExcluir
  4. Oliveira11/3/14

    Rose, esse livro parece ser muito intenso, forte e daqueles que traz uma experiencia para aquele que lê. Gostei muito da resenha, naõ conhecia ainda, ou se já conheço, não lembro. Esse tipo de trauma é complicado.

    ResponderExcluir
  5. Nem posso imaginar o quanto. Se de um estranho já é imagine do próprio pai! E sabemos que assim temos aos montes por aí...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oi Andrea leia sim, é tenso, mas é bom!
    bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Muito intensa mesma Yassui, mas vale a pena.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  8. Oi Andrea, fiquei muito decepcionada com a leitura mesmo.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Nossa cabe na minha mente uma mulher querer negar o que o marido faz, pois em filmes e na vida real se fala muito disso, mas uma família inteira é inacreditável. Notei que gostou muito da leitura, espero um dia poder conferir também. Bjus Elis!!!
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Márcia Desirée12/3/14

    Estes livros com forte apelo dramático acabam com a gente. É uma carga de emoção que nos absorve e nos deixa em frangalhos, mas que amamos.
    Beijos
    www.tesouroliterario.com

    ResponderExcluir
  11. É verdade Márcia, este é um deles.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Eu fiquei passada quando soube disso no livro. A família simplesmente ignorou o que o animal fazia. Lamentável!
    Leia sim, vale a pena.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  13. Shadai13/3/14

    Gostei muito do drama envolvendo o passado triste da protagonista. E, curioso pelas cenas picantes dos flertes até os finalmentes.
    Só achei os quotes um pouco simples demais na escrita, mas tudo bem.
    Desejo sucesso a todos escritores nacionais, sempre!

    ResponderExcluir
  14. A escrita da autora é simples mesmo, não é rabuscada e ela vai direto ao fato.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Susane Matos Dias13/3/14

    Rose, minha querida!!! Amei sua resenhaaaaa!!!! Tão cheia de detalhes, tão empática quanto aos jeitos e personalidade de Sam e Tay... Das resenhas que já li sobre meu livro, a sua foi a única próxima do imparcial, pois em todas as outras as resenhistas pareciam tomar as dores e o lado do mocinho da trama, apenas suspiros pelo Tay, rsrsrsrs.


    Obrigadão por me dar uma oportunidade e um espaço em seu lindo blog! E espero que essa parceria se estenda a muitos outros livros. Você é demais!!! Super beijo!!!

    ResponderExcluir
  16. Susane Matos Dias13/3/14

    Verdade, Shadai. Como a Rose disse, eu utilizei uma linguagem simples nesse livro, até mesmo porque antes ele era apenas um esboço de roteiro para filme, super objetivo, e só foram acrescidos detalhes para torná-lo uma narrativa. Fora o fato que foi minha primeira experiência. Acredito que no meu segundo livro o avanço quanto a forma de escrita é bem nítido. Considerei até em alterar o primeiro livro e tal, mas algumas amigas me impediram de fazer isso alegando que o que faz de uma pessoa escritora é a diferença e o crescimento que ela pode demonstrar de uma obra para outra, fora que em time que se ganha não se mexe, né? rsrs


    Que bom sua torcida para os escritores nacionais!!! Fico feliz em conhecer pessoas como você. Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Oi Susane, eu só tenho a agradecer pela confiança. Posso imaginar os suspiros pelo Tray, pois eu mesma me apaixonei... rsrsrsrs
    Bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
  18. Eu Susane, concordo com suas amigas, não mexa em nada do livro 1. Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro e adorei a dica! Tb penso igual a vc, como pode alguém fazer mal ao próprio filho e a família não fazer nada...
    Espero um dia conferir esta história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Faça isso, tenho certeza que você vai gostar.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  21. Confesso que até eu me encantei diversas vezes com a maneira que Taylor passou a tratar Samanta. Apesar de seu passado conquistador, ele demonstrava um carinho especial por ela. Adorei a narrativa parece deixar a leitura bem clara, mais um poto positivo... ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clarice, me apaixonei pelo Taylor, e por todo o enredo.
      Bjs, Rose

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.