#Resenha Dupla: Por Toda a Eternidade


Oi amigos, preparem-se, pois hoje tem uma resenha dupla de um livro emocionante. Eu e a Elis temos o prazer de dividir com vocês nossas impressões de um livro que sem dúvida levará muita gente às lágrima. Primeiro vamos conferir a opinião de Elis, e depois a minha, ok?

Por Toda a Eternidade - Kristin Hannah
400 páginas - Editora Novo Conceito

Ao concluir a leitura dessa obra estava em lágrimas, pois notei que muitas das palavras de Kate, eram palavras que a minha mãe já me disse ou sei que diria. Não consigo imaginar minha vida, sem a minha mãe estar presente, mas aqui a personagem Kate faleceu por causa de um câncer. Agora sua família e sua amiga terão de aprender a viver sem ela.

"Lembre-se de quanto eu a amava, cada pequena parte de você. Lembre-se de que eu amava seu fogo e sua paixão. Você é o melhor de mim, Marah, e espero que algum dia você descubra que sou o melhor de você também. Deixe tudo o mais. Apenas lembre-se de como nos amávamos." (pg. 376)

Todos tem sua parcela de sofrimento Johnny marido de Kate mesmo não tendo tanta participação na história como eu creio que merecia, nos mostra momentos de uma bela saudade. Cada um tem uma maneira de suportar a falta que ela faz. No decorrer das páginas descobrimos que a história é mais voltada para os sentimentos de Tully que foi sua amiga desde a adolescência e para Marah a filha mais velha de Kate. Elas não encaram bem a vida sem a mãe e amiga que foi tão importante para elas. E acabam se magoando por não saber lidar com a dor. 

 "Quando alguém cutucar você ou disser que não se trata só de você ou quando nossa música tocar. Ouça e você me perceberá em tudo. Estou em suas lembranças." (pg. 347)

A personagem Marah me deixou irada algumas vezes, mas constatei que era porque não sabia como passar por essa dor que ela sentia. Gostei do amadurecimento dela e de sua coragem para deixar tudo e voltar a entrar nos eixos. Um ponto que deixará muitos curiosos é a briga que deixou Kate e Tully separadas por dois anos, mas para descobrirmos o motivo, somente lendo Amigas para Sempre da mesma autora, só que lançado pela editora arqueiro. Realmente a leitura pode ser feita separada, afinal mesmo que esse seja o segundo volume, vai ser bom se aventurar pelo primeiro e conhecer essas duas amigas como elas eram antes.

"Sua oração era sempre a mesma: Por favor, Deus, permita que ela acorde." (pg. 381)

Outro ponto importante na obra é a história de Tully com sua mãe Dorothy que não soube criá-la ou lhe dar amor, descobrimos os motivos de ela ser como é, além de notarmos o quanto ela mudou com o passar do tempo. Algumas pessoas merecem uma segunda chance na vida.
 
"- Esta é a primeira vez para mim, só isso.
- Primeira vez? Como assim?
- Sua história é mais triste do que a minha." (pg. 109)

Não pensei que Kristin Hannah fosse me conquistar, mas ela tem uma escrita que vai nos prendendo. A autora ter abordado a vida após a morte e os momentos que um paciente em coma pode viver, me deixaram com esperanças, pois tudo gira em torno de uma fé, de que nada termina aqui. Mesmo que as vezes eu pense que só temos essa vida, não deixo de sonhar que há algo além. Depois dessa obra e eu ter pensado que era a história errada para começar a ler algo da autora, só posso recomendar que leiam, porque vale a pena cada momento.
Beijokas Mágicas Elis!!!!


Todo ser vivo nasce, cresce, reproduz e morre. Isso aprendemos logo cedo na escola. Aliás, a morte é a única certeza que temos na vida, e mesmo assim, não existe um manual onde aprendemos a lidar com esta perda. Cada um reage e sente de um jeito. Isso fica muito claro em "Por Toda a Eternidade" com a morte de Kate Ryan. Kate é uma mulher que perdeu a luta pela vida para o câncer. Sua morte afetou muitas pessoas, e a forma como cada uma delas lida com isso é o tema deste livro.
Kate era mãe de 3 filhos, Marah, adolescente que vivia em guerra com a mãe e os gêmeos Lucas e Wills, tão iguais fisicamente, mas diferentes em suas essências. Casada com Johnny, o grande e único amor de sua vida. Filha amada de Maggie e Bud e amiga inseparável de Tully Hart.
Kate não morreu de uma hora para outra, ela lutou bravamente durante um ano, e mesmo sua morte sendo previsível, foi difícil de ser digerida.
Marah fica revoltada e totalmente perdida. Volta-se contra sua família, foge de casa e vai viver com um poeta gótico que só alimenta e aumenta sua queda na vida.

"- Há dores das quais você não pode fugir, Marah" (pág. 364)

Os gêmeos, talvez pela pouca idade que tem, foram os que aceitaram, ou melhor lidaram com a morte de uma forma mais natural e positiva.

"Talvez fosse assim que eles viveriam o futuro, mantendo Kate viva em milhares de pequenos trejeitos ao longo do caminho." (pág. 356)

Margie e Bud como todos os pais que perdem seus filhos, ficaram abalados, frágeis e envelhecidos, mas de alguma forma, seguiram em frente.
Johnny ficou perdido sem Kate ao seu lado para lhe guiar. Tentou ser forte pelos filhos, mas seu coração sangrava tanto, que não conseguia se aproximar ou entender Marah.
E Tully? Bem, Tully é a outra ponta deste enredo. Tully é uma famosa apresentadora de Talk Show, que aprendeu a duras penas a esconder seus sentimentos por trás de uma fachada de alegria e sonhos.

"Se há uma coisa que eu sei fazer é seguir em frente. Aperfeiçoei a arte da negação, não é? Sempre fui capaz e ignorar minha dor, sorrir e seguir adiante. É isso o que eu tenho de fazer agora" (pág. 67)

Desde pequena ela conviveu com os constantes abandonos de sua mãe, e só foi conhecer o amor incondicional quando ficou amiga de Kate. As duas tornaram-se inseparáveis e Tully sabia que poderia ser quem quisesse com Kate ao seu lado.
Quando Kate morre, o mundo de Tully cai. Sem saber lidar com todas as perdas decorrentes desta morte, e de como seguir em frente sem o apoio de sua amiga, ela acaba cometendo uma loucura.
Mas na vida, tudo tem seu tempo, e a loucura de Tully acaba reaproximando novamente todos que amavam Kate. Tully sem saber dá a sua mãe, Dorothy, uma nova chance, a chance de ser realmente mãe. Ela que só foi mãe no papel, e que a duras penas reconstruiu sua vida, vai poder recomeçar do zero sua relação com Tully.
Ironicamente quando a morte bate a porta de todos novamente, eles percebem que é preciso deixar os mortos irem embora em paz, e que cada um tem um caminho a ser seguido. Caminho este que pode ser feito com a ajuda de todos e com Kate no coração.

" Você sempre vai sentir a falta dela. Você sabe disso por experiência própria. Haverá dias, até mesmo daqui a anos - em que a falta será tão forte que deixará você sem fôlego. Mas haverá dias bons também; meses e anos (pág. 365)

Então amigos, como viram, é um livro que mexe com as nossas emoções. Espero que tenham gostado e que não deixem de ler quando tiverem oportunidade.


http://www.fabricadosconvites.blogspot.com.br/search/label/Maratona%20Liter%C3%A1ria%20de%20Carnaval
Aproveito para avisar também que este livro faz parte  das minhas leituras da Maratona Literária de Carnaval. Ao longo do mês irei postando as outras 3 resenhas que vão compor a lista da minha Maratona.

 
a Rafflecopter giveaway
 

23 comentários:

  1. Oi Rose,
    Ai adoro resenhas duplas...ahshau...tão bom ver o que duas pessoas pensaram sobre a leitura de um mesmo livro. Eu chorei com essa leitura e ja estou chorando novamente em Amigas para sempre....bjus elis.
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Meninas!
    Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas conhecendo a escritora, sei que vou adorar \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  3. thailaoliveira74/3/14

    gosto do jeito da Kristin de escrever, acredito que também vá gostar muito desse livro
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Só fiquei sabendo da ligação entre os livros quando eu já estava no meio da leitura :(, vou ver se consigo o livro para ler também.
    O livro nos arranca lágrimas mesmo, acho que a autora gosta disso, pois o outro que li dela foi o mesmo drama.
    Bjs e obrigada por dividir sua opinião comigo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Ele escreve bem mesmo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Susana Snape4/3/14

    Parabéns pela resenha dupla, aind anão li esse livro, mas pretendo faze-lo e resenha dupla é um plano do blog, se a Tamires cooperar hahahahaha

    Beijos

    Susana
    http://ladyweiss.blogspot.com.br/

    Amanhã resenha nova

    ResponderExcluir
  7. dnisin5/3/14

    Bom, das duas listas só li Poseidon e gostei muito. To ensaiando para ler Azul da cor do mar, vamos ver se gosto.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  8. dnisin5/3/14

    Embora a capa desse livro sempre me chame a atenção, não é uma leitura que eu pretendo fazer em breve. Não sei, não me cativou ainda as resenhas positivas e sinopse. :/

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  9. Alessandra Tapias5/3/14

    PERFEITO!!!!!

    Amei! Ficou realmente linda e emocionante sua resenha!!

    Estou doida pra ler este livro e me emocionar tanto quanto você!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. O mês passado li apenas um livro.... E estou lendo o Dom agora.

    ResponderExcluir
  11. Isso acontece, mas é um livro interessante.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  12. Espero que goste de O Dom mais do que eu gostei.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Eu adorei Azul da Cor do Mar e recomendo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  14. Francine Porfirio6/3/14

    Oi, linda! Vim retribuir sua visita ao meu blog… :)
    Menina, se te contar que não sei quantos livros li desde janeiro? (rs) Em fevereiro você leu vários! Gostei muito de saber que os poucos 28 dias renderam. Ah, o feriadão de carnaval também ajuda, né (rs) Pena que acabou. Adorei o post! Interessei-me pelo livro Ultrajante. Não tinha sequer conhecido ele.
    Beijos, flor!


    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Depois de ver que vc leu 11 livros em Fevereiro, eu desisto de tentar ler 100 livros até o fim do ano kkk.
    Li 15 desde do início do ano...que vergonha hahaha. Já fui uma leitora melhor, mas trabalhar, cuidar do blog, casa e ainda vicio em seriados não consigo conciliar as coisas hehehe,

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Andrea Duarte6/3/14

    quantos livros lidos em um só mês gente 'o'
    parabéns haha não li nenhum dos títulos que lestes.. na verdade, não li nenhum livro em fevereiro ! >< sim , eu sei, que vergonha kk mas a vida ta corrida, o tempo ta curto e a escola tá me ocupando muito ! kk mas irei arranjar tempo para ler rs

    ResponderExcluir
  17. Andrea Duarte6/3/14

    a capa é bem atraente, mas não posso dizer o mesmo da história.. rs

    ResponderExcluir
  18. Que pena que você não gostou do enredo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  19. Estanossa correria atrapalha mesmo, lembro que na faculdade todo o tempinho que eu tinha aproveitava para ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  20. Os seriados acabam comigo também, kkkk São tantos, o pior é quando batem os horários...
    Não desista da sua meta, um mês lê menos, outro lê mais e assim vai.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  21. O carnaval ajudou sim, mas sempre tenho um livro perto de mim, sobrou tempo e eu leio. Ulytajante é ótimo, fico só imaginando o bonitão tirando a roupa para a mulherada....
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  22. Uau...nossa que enredo, fiquei bem curiosa com a história...imagina seu mundo desmoronar assim do nada, que terrível. Mas ter o poder da magia deve ser show. Hum vou ver se consigo ler um dia. Bjus elis!!!
    http://amaigareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Elis, gostei muito do livro. O pior não foi saber que você não era quem você achava que era, mas foi o modo como os Reis a trataram depois que revelaram o segredo. Parecia um brinquedo que quebrou e jogaram fora. Fiquei com pena dela.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.