Bulimia


Oi amigos, acabei de ler o livro "Garotas de Vidro" escrito pela Laurie Halse Anderson lançado pela Editora Novo Conceito (eu irei resenha-lo na terça feira dia 02/10), ele fala de um assunto que muita gente conhece, é uma doença que pode matar e pouco se fala. Que doença é está? Bulimia. Por isso resolvi ver um pouco mais sobre ela e dividi com vocês.


O que é Bulimia?

Bulimia Nervosa é um transtorno alimentar caracterizado por períodos de ingestão exagerada de alimentos seguidos por comportamentos não saudáveis para perder peso rápido. Com isso, a pessoa afetada usa vários métodos para não ganhar peso, como vômitos ou uso abusivo de laxantes.
A maioria das pessoas com bulimia também têm anorexia nervosa (irei falar em outra postagem).
Causas
A maioria afetada são as mulheres, sendo mais comum em adolescentes e jovens adultas. Normalmente a pessoa com bulimia está consciente que sua alimentação é errada e ou anormal, o que causa medo e culpa. A causa exata da bulimia ainda é desconhecida. Dizem que fatores genéticos, psicológicos, traumáticos, familiares, sociais ou culturais podem contribuir para seu desenvolvimento, mas o certo mesmo é que a bulimia deve ocorrer por conta de mais de um fator.  
Consequências:
  • Problemas nos dentes e gengivas;
  • Desidratação;
  • Fadiga;
  • Ressecamento da pele; 
  • Arritmia cardíaca;
  • Irregularidade ou perda da menstruação;
  • Constipação;
  • Humor depressivo e variável;
  • Sono.
Os principais métodos de perda de peso são:
  • Jejuns prolongados;
  • Autoindução de vômitos;
  • Uso de laxantes, diuréticos e enemas;
  • Exercícios excessivos;
  • Dietas ineficientes e não saudáveis;
  • Lipoaspiração e outros procedimentos cirúrgicos para reduzir o peso.
Fatores Psicológicos:
  • Baixa autoestima;
  • ansiedade elevada;
  • Perfeccionismo;
  • Dificuldade de encontrar formas saudáveis de obter prazer e satisfação;
  • Excessivamente críticos;
  • Excessivamente exigentes;
  • Insatisfação constante.
Tratamento:
O tratamento mais eficaz é o multiprofissional, com acompanhamento psicológico, psiquiátrico e nutricional. Porém, assim como outros tipos de doenças é normal o paciente não reconhecer a necessidade de tratamento e se recuse ou até adie fazê-lo. Em certos casos, onde há sério comprometimento à saúde, inclusive com riscos de morte, é necessária a internação do paciente. 
Bons resultados são encontrados com terapias comportamentais associados com alguns tipos de antidepressivos e estabilizantes de humor.

Retirado dos sites: Wikipedia e Minha Vida.


16 comentários:

  1. Rose,

    Ótimo post!
    Parabéns pela pesquisa, de verdade!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Bom dia :)
    Bem legal você falar deste assunto aqui *-*
    Serve para alertar as pessoas >.<

    Legal,meus parabéns.
    Beijos e tenha um ótimo dia

    ResponderExcluir
  3. Oi Sandro, eu realmente fiquei perturbada com o livro, não entendo como o cérebro humano funciona a ponto de fazer a própria pessoa quase se matar.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. c_i_d_a27/9/12

    Oi Rose!
    Acho o tema deste livro bem forte, ainda não li pois estou em outro momento, mas acho que foi muito importante a abordagem de algo tão sério.

    Bjos!!

    Cida

    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Michelle Bowkunowicz27/9/12

    Oi Rose
    otimo post!
    este realmente é um problema muito sério que afeta muitas jovens!

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
  6. Oie Rose,
    Adorei sua matéria, esse é um assunto bem sério e que infelizmente muitas meninas ainda sofrem. Na maioria das vezes só por causa da moda e vaidade.
    Parabéns pela iniciativa.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. FlaviaPenido28/9/12

    Acho muito triste as pessoas que sofrem disso. Ainda nem tive coragem de ler o Garotas de Vidro pq sei que é forte e não to no clima pra isso rsrsrs
    Parabens pela matéria!

    Bem esclarecedora!

    BjokasFlavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  8. Realmente Flávia, é triste saber que existem tantas pessoas passando fome sem necessidade, por conta de uma doença.
    Bjs, Rose:)

    ResponderExcluir
  9. Oi Vanessa, é verdade, quantas vão morrer até perceber que a moda é passageira e a vida não?
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Obrigada Michelle, não vai resolver, mas serve de alerta.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Verdade Cida, mesmo o tema sendo sério e pesado foi uma ótima forma de    alertar as pessoas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  12. Adriana28/9/12

    Oi Rose, sabias que quem sofre de bulimia tb perde boa parte das unhas das mãos? De tanto provocar o vômito, a acidez faz com que as unhas comecem a ficar corroídas... ótimo post, bjs e um abençoado final de semana
    tititi da dri

    ResponderExcluir
  13. Maristela da Graça Rezende29/9/12

    Não seria o caso de anorexia? Ambos são bem parecidos, com transtornos alimentares. No caso do anorexia, a pessoa pode morrer por desidratação, o paciente sempre emagrece devido a rigorosa dieta que se impõe. Já a bulimia, a pessoa também pode morrer, devido aos métodos que ela se impõe, vomitos diversas vezes ao dia, exercícios fortes para emagrecer e que acabam por fazer a pessoa emagrecer. O livro é bom para pessoas que tem esse tipo de problema, pois serve para alertá-las para o perigo. Quanto a resenha está muito boa. Gostei mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Anônimo29/9/12

    If some one wants expert view on the topic of blogging and site-building after that i propose him/her to pay a quick visit this webpage, Keep up the pleasant work.
    Also visit my blog post :: weight loss

    ResponderExcluir
  15.  Oi Maristela, os dois são bem parecidos mesmoe normalmente andam juntos. Na semana que vem vou falar sobre a anorexia.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  16.  Oi Adriana, é verdade, o dedo que costuma usar para provocar o vômito acontece isso, assim como a carne fica cheia de ferida. Esta parte é citada no livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.